USDA prevê manutenção da liderança do Brasil na produção e exportação de carne bovina

Home / Uncategorized / USDA prevê manutenção da liderança do Brasil na produção e exportação de carne bovina
USDA prevê manutenção da liderança do Brasil na produção e exportação de carne bovina


Presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, em entrevista no “Papo das Seis”, do Bom Dia MS, credita resultados a melhoria genética do rebanho, das pastagens, da nutrição animal e da sanidade.
Presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, em entrevista ao “Papo das Seis”, do Bom Dia MS
Átilla Eugenio/TV Morena
O Brasil deve se manter em 2019 como o maior produtor e o principal exportador e carne bovina do mundo. O país, segundo o mais recente relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), de abril, deve produzir 10,2 milhões de toneladas da proteína e exportar 2,2 milhões de toneladas. As outras 8 milhões de toneladas que “sobrarem” são destinadas ao consumo interno, que, conforme o mesmo documento, atinge o patamar de segundo maior do planeta, sendo superado apenas pelo da China, que deve chegar a 2,2 milhões de toneladas.
Segundo o presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, esses resultados se devem em grande parte ao trabalho desenvolvido pela instituição, universidades e o setor privado, para promover o desenvolvimento da atividade no país. “O Brasil investiu muito em melhoramento genético animal, melhoramento das pastagens e da nutrição animal e ainda na parte de sanidade do rebanho. O país hoje é muito competitivo e, por isso, é o maior exportador mundial de carne e carne de qualidade”, ressaltou em entrevista ao “Papo das Seis”, do Bom Dia MS, desta sexta-feira (17).
Barbosa destacou no aspecto da pesquisa, a importância do trabalho desenvolvido pela unidade de Campo Grande da Embrapa, a Gado de Corte, que é voltada para a pecuária. “Foi a Embrapa sediada aqui que coordenou o trabalho de pesquisas em âmbito nacional”, destacou, apontando a necessidade da continuidade dos estudos focados principalmente no melhoramento genético do rebanho e na melhoria da sanidade, como aspectos primordiais para assegurar a competitividade da carne brasileira.
“Nosso programa de melhoramento genético continua. É muito robusto e muito importante. É preciso também que o país tenha atenção muito grande aos aspectos da sanidade ambiental. Os países são muito preocupados com a segurança alimentar e com a sanidade dos alimentos. No caso de carne muito mais. Então a Embrapa trabalha dioturnamente em parceira com o setor privado, com os frigoríficos e com o setor de defesa sanitária animal do Ministério da Agricultura [Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA] para garantir que o nosso consumidor e os importadores de carne brasileira consumam um produto de altíssima qualidade”.
Veja a entrevista com o presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa:
Diretor-presidente da Embrapa, Sérgio Barbosa, é o entrevistado do Papo das 6 desta sexta

Source: Agro